Feeds:
Posts
Comentários

Archive for junho \18\UTC 2010

>Escondidinha…

>Tô aqui escondidinha com um projeto nas mãos, ou melhor, nos dedos. Por isso, creio que só na próxima semana me farei mais presente… não sei! Ainda tenho que pensar em Platão!

Meu novo livro está emocionante demais e não sei se choro ou se escrevo… rsrsrs. Talvez ele rompa fronteiras… Talvez fique por aqui mesmo. Ainda não sei qual será seu destino e, sinceramente, não me importo. O bom disso tudo é que estou recebendo a ajudinha essencial dos gnomos do Vale Encantado e eles têm sido ótimos inspiradores.

Bom findi, pessoal!!!

Read Full Post »

>De volta para contar a situação das chaves (quem não entender nada leia o post anterior). Obviamente, o marido só percebeu que as minhas chaves estavam em um dos seus bolsos da calça quando entrou no MSN e eu mesma comuniquei. Eita pachorraaa!!! Me disse que as dele estão de um lado e as minhas do outro e nem percebeu! Ainda bem que eu sou muito “sagaz” como diz um primo meu.. rs.

Na hora de sair pra levar o filho até o ponto da van, o moleque ainda riu da minha cara. Não era pra menos. Eu na cozinha colocando a cadeira de um lado para pegar impulso e me jogar do outro para cair na varanda, de preferência em pé. Descobri que sair é mais fácil do que entrar… rs.

Pensei: “Vou deixar o portão mais ou menos encostado para não ter problemas quando voltar!”.. tãdããããããnnnn… bati o portão! Deixei pra pensar nisso depois e meu filho perguntou:

– Mãe, tu bateu o portão?
– Bati sem querer!
– Ih danou-se… – bateu com uma das mãos na lateral da testa.

Fomos. Mil coisas passavam pela minha cabeça, mas eu evitava me lembrar que na volta teria que dar um jeito de enfiar a mão no buraco (não pensem maldades… rs) e tentar puxar o trinco do portão que, pra complicar, abre pra fora. Então é uma força meio contrária que requer perspicácia e certa dose de inteligência. No caminho, ele diz:

– Mãe, não se estressa não… se eu consegui você consegue!!!

Tive que rir. Lógico que ele conseguiu, tem o braço mais fino… rsrsrs.

Acabou que deu tudo certo. Um vizinho passou e ficou observando curioso o que tanto eu brigava com o portão que não queria abrir, ofereceu ajuda, mas eu consegui. O maior problema foi pular a janela de volta… tive que alongar.. kkkkkkkk. Mirei as chaves e o celular para cairem em cima da mesa e fui com tudo. Sorte que a cadeira estava logo abaixo, do outro lado, para amortecer minha quase queda em câmera lenta. Estou com os braços roxos… kkkkkkkkkkkkk. Mas, entre mortos e feridos salvaram-se todos!

Read Full Post »

>Hoje meu marido acordou para ir trabalhar com alma de Oscar, totalmente sem noção! Fomos levá-lo ao ponto do ônibus e, como sempre, ele abre o portão da garagem pra eu poder sair com o carro. Com certeza, por causa da pressa, tive uma surpresa quando voltei pra casa: ELE TINHA FICADO COM A MINHA CHAVEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE!!!!!!!

E agora? Como entra em casa? Pular o muro? Não tem murooooo é cerca viva. Estacionei o carro em frente ao portão da garagem e, dentro de mim, a esperança pulsava ansiosa. Vi se, por um acaso do destino, ele tinha deixado o portão maior aberto, ou seja, sem trancar… Mas não! Ele já deixou este portão várias vezes sem tranca quando saíamos pela manhã para ele ir trabalhar, e de tanto eu pedir pra não fazer isso, hoje ele obedeceu e eu me ferrei… kkkk.

Meu filho com os olhos arregalados dentro do carro. Aí lembrei que quem sabe o portão social poderia estar sem a tranca? Afinal, sou brasileira e não desisto nunca. Detalhe: não fiquei p###! Incrivelmente não fiquei com ódio mortal. Ok! Descobri que o portãozinho estava sem a tranca, mas como abri-lo se ele abre só por dentro? Pedi ao meu filho pra enfiar o braço num buraco da cerca e tentar puxar o trinco enquanto eu puxava o portão pra frente. Abriu! Êêêêêêêêêêêêêêêêêêêêêêêêêêêêêêêêêêêêêê.

Novo desafio: Como entrar em casa? Aparentemente todas as janelas trancadas e portas idem. Aí me lembrei que ontem, quando estávamos nos preparando para dormir, já deitados, ele me perguntou se eu tinha fechado todas as janelas, respondi que não tinha certeza mas que não ia levantar na friaca para verificar. Santa Friaca!!! Forcei a janela da cozinha pra fora (é de correr) e abriu… Agora imaginem a cena: eu tentando pular a janela da cozinha! Tudo bem que não é alta nem nada, mas flexibilidade zero. Senti minhas juntas rangendo igual a porta de casa velha, mal assombrada.

Agora a situação: meu carro estacionado na rua, as portas todas trancadas e daqui a pouco tenho que sair pra levar meu filho pra escola, pulando a janela novamente… porque é óbvio! Marido não se contentou em esquecer a minha chave em seu bolso e também levou a dele! Certamente só se dará conta disso quando chegar na empresa, a mais de 90Km daqui!!!!

Bom diaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!
Meu dia já começou com gargalhada.

Read Full Post »

>Eu sigo… tu segues?

>

Seguir não é sinônimo de ser fiel. Comentar não é obrigação. Afinal, Blog não é religião!

O que eu quero dizer?
Bom, tem muita gente que fica neurótica com tudo isso. Tipo: se eu to te seguindo, justo você me seguir; se eu comentei, quero comentário em troca. Agora imaginem se a cada post publicado em cada blog que seguimos nos sentirmos na obrigação de comentar? 24 horas não seria tempo suficiente para tal façanha. Aí vem a pergunta: Mas por que fulano é meu seguidor e nunca comentou em nenhum post do meu blog? Há várias respostas… Uma delas é: pode ser que fulano curta o seu blog, leia seus textos, mas não gosta de comentar, afinal ele não é obrigado. Tá, mas e pra que existe esse lance todo de seguidor? Isso pode ser encarado de forma bem simples: o fulano se interessa pelo seu blog e por isso quer se manter atualizado do que acontece nele.

Já vi por aí gente reclamando ou colocando essa questão dos “seguidores” de formas até muito polêmicas. Parece que criou-se uma espécie de competição (quem ganha em números de seguidores), ou achando que está por cima da carne seca quem tem mais, tem os que ficam crentes que estão “bafana” (rsrs… trocadilho tosco!) porque tem mais de mil seguidores. Enfim… e ainda tem os que fazem pirracinha e não colocam o widget  no blog como se quisessem protestar contra todos aqueles que acham que estão se “exibindo”.

Eu não entendo por que o ser humano quando não tem mais nada pra fazer começa a criar certas guerrinhas de ego. Tipo: “eu estou ocioso, tudo tá muito ‘normal’ então tô a fim de gerar um conflitinho básico!”. Podem reparar que tudo isso começa com coisas banais e acaba se transformando numa bola de neve gigantesca, até que vira uma avalanche. Besteira!

Por mais tempo que se tenha livre é humanamente impossível estar presente em diversos blogs, ler os conteúdos e comentar. O que acontece é que precisamos selecionar, ou seja, se quer comentar leia o post direito pelo menos, porque vamos combinar… “Oi, tudo bem!” não é comentário que se preze. Não adianta querer marcar presença dessa forma, porque ter blog é antes de tudo prazer e visitar idem. Algumas vezes também não temos nada para acrescentar em um post ou o assunto não nos chamou a atenção.. normal!

Aconselho o widget de seguidores porque é bem mais fácil para os leitores te acompanharem. Quantas vezes já gostei do blog, estava louca pra seguir e não havia esta opção? É mais fácil seguir do que adicionar aos favoritos ou qualquer outro recurso disponível para guardar aquele espaço e receber as atualizações dele. Seguir não é moeda de troca, comentar também não.

Read Full Post »

>E aí pessoal?
Tudo verde e amarelo?

Aqui, mesmo sem a TV eu arrumei a alternativa de assistir o jogo via internet através do site www.assistatvonline.com portanto, quem por alguma razão, não estiver com a TV por perto e o computador sim, é só acessar o site. Fica a dica!

Jogos da seleção brasileira são sempre regados de sufoco… parece que fazem de propósito… rs. Não adianta, por mais que eu tente, e por mais que eu menospreze futebol, não consigo ficar sem assistir a Copa do Mundo. Sou uma besta! rsrsrs.. Choro, torço, canto o hino, e amo ser brasileira. Conheço todas as regras do futebol, viro técnica junto com todos os brasileiros que lamentam as atuações das estrelas em campo… Kaka não deu o melhor de si, Luis Fabiano ficou nervoso na estréia e fez um monte de besteira, Robinho até que “pedalou” legal, Maicon deu show, Elano aproveitou bem a oportunidade de gol antes de ser substituído… Maravilha! Queria uns 4 a 0, mas vencemos de 2 a 1 contra a Coréia do Norte. Então tá valendo demais! Copa de 2014 vou partir para o Rio e assistir a pelo menos um jogo… EU QUEROOOOO!!!! rs.

Bom, mudando de pau pra cavaco, já estão me perguntando sobre o próximo tema da Blogagem. Aliás, semana que vem acaba, né? Eu já tinha pensado a respeito dos sub-temas desde bem antes da brincadeira começar e resolvi, agora que todo mundo já entrou no clima, deixar a última postagem livre. Falem sobre o que quiserem!

A Blogagem Coletiva “Vida Simples” do dia 21 de junho vai ser: TEMA LIVRE!

Reunam simplicidade, exerçam a criatividade, falem sobre o que quiserem, mas que seja simples, ok?

É isso!!

Agora um aviso:

Todos os que postarem no dia 21 deixem comentário no meu último post da blogagem. Pra que? Vai ter uma surpresa, ok? Então, repetindo: no dia 21 vocês terão até as 23h59m para deixarem um comentário no meu post sobre a Blogagem Vida Simples. Farei um sorteio baseado nas pessoas que postaram em seu blog (obviamente as que se inscreveram na Blogagem) e comentaram no meu post. Ihhhhh isso tá confuso!!! kkkkk… Deixa eu tentar novamente:

Regras do sorteio:

  • Quem está inscrito na Blogagem Coletiva Vida Simples terá que fazer a última postagem do dia 21 de junho/10 até as 23h.
  • Terá que deixar um comentário na minha última postagem referente à blogagem no dia 21 até as 23h59m.
  • No dia 22 ou 23, estarei organizando e verificando quem postou baseado em quem deixou o comentário no meu post.
  • Farei a listagem e entrarei em contato com cada participante fornecendo um número.
  • Realizarei o sorteiro e divulgarei aqui (ainda sem data definida).
  • O brinde/prêmio é surpresa!!!
OBS: As inscrições para a Blogagem Coletiva “Vida Simples” chegaram ao fim! Aguardem as próximas.

Read Full Post »

>

Tô dizendo que só me meto em roubada!
Mas eu tive um cachorro que se chamava Eros… rsrs.
Por estes dias, filosofando sobre o Amor em meus escritos secretos. Que Afrodite me ajude!

Read Full Post »

>

Viver de textos é quase o mesmo que viver de brisa. Por que
será que não emagreço? Mas, houve uma época que isso me dava um dinheiro tão
absurdo que eu nem tinha onde gastar. Não me interpretem mal, mas eu chamava
isso de “prostituição intelectual”. O fato é que já passou e, bola pra frente
que atrás vem gente.. e como vem! A fila é gigantesca e…  pasmem… não anda! Daí eu sento e espero.
Vez ou outra eu deito porque, afinal de contas, a gente precisa dormir. Agora,
pra que dormir, né mesmo? Com essa globalização toda, cochilou o cachimbo cai e
ainda é capaz de queimar o dedo mindinho do pé.
(Não seja ‘mazinha’
Mila Viegas)
… é a voz da minha consciência… rs.
Os macaquinhos do meu sótão andam muito atordoados, um humor
oscilante total, mas ainda não estão praticando o canibalismo (ainda não!). Dia
desses alguém (que não lembro quem) me mandou praquele lugarzinho fedorento,
sabe? Mas nem precisava se dar ao trabalho grotesco de verbalizar uma coisa
dessas. Afinal…
(lembrei de um colega meu que falava assim: “Loucura louca!” Total,
amigo!
)
Mas eu tenho uma mania masoquista
de me meter em coisas que (como dizer?)… sei que vai dar xabú. Se eu sei, por
que faço? Simples, eu gostcho.. hahahahahaha… É quase a mesma coisa que dar
uma de metido e ligar um disjuntor com os fios trocados… é claro que vai dar
merda! Óbvio!
Pasmem que há uns dias atrás uma
louca varrida que deve morar com as poeiras embaixo de um tapete cheio de
carrapatos e pulgas, queria que eu trabalhasse de graça. “Hei filhinha, eu
trabalho de graça mas só pra mim!”. Então veio aquela baita vontade do fundo da
minha alma de perguntar se os relógios da casa dela funcionavam sem pilha ou
qualquer outra fonte de alimentação. Afinal de contas, esses relógios mercenários
que só funcionam com um agrado não inspiram confiança alguma, certo? Perdeu “mermão”,
vai lá continuar plagiando texto dos outros.
Houve uma época também que eu
fazia parte de uma comunidade que “vivia de luz”. Sinceramente, não sei qual
era a minha intenção já que sou carnívora assumida. Mas me encantava o fato de
aprender a fazer fotossíntese e sair por aí piscando igual a um vaga-lume.
(Pausa… preciso rir… kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk… mas to rindo de mim ta?
Antes que alguém se ofenda por alguma razão
)
Quando eu começo a pensar e a escrever
esse tipo de coisa é porque estou fazendo valer a liberdade. De expressão? Não
colocaria nestes termos. Quando mencionei liberdade estava me referindo aos
sapos cabeludos que estão entalados na goela. Poxa vida! Eles querem viver,
respirar, tomar banho no brejo… minha garganta os aprisiona, os sufoca, não é
o melhor lugar. Ai de mim, matar um bicho desses  intoxicado de veneno! IBAMA vai caçar meu
registro de Bióloga e é crime inafiançável. Então, libertem-se sapos, voltem
para seus amores, vão acasalar. Coitados! Nem sabem porque vieram parar aqui.
Aí recorro inutilmente aos  livros de auto-ajuda. Bacana! Legal dizer que
a vida é um arco-íris com um monte de moedas de ouro na ponta. Beautiful!
Sinceramente, livros de auto-ajuda ajudam quem escreve, porque idiotas como eu
compram… kkkkk… daí viram best-seller. Aliás, eu já falei que sou
masoquista, então sem mais explicações.
Mas, ano passado fui à São Paulo
perder meu tempo. Tava aqui de bobeira, achando que era bem sucedida e coisa e
tal, aí me meti em mais uma aventura-precipício. Gripe suína estava no auge e
eu dentro de um ônibus fechado com sei lá quantas pessoas, com o traseiro
doendo de tanto ficar sentada e os pés marcando -10°C. Não satisfeita, fiz essa
viagem duas vezes (ida e volta) na mesma semana, para olhar pra cara de gente
metida a besta.
(Deixa eu fazer um esclarecimento aqui: Não estou dizendo que os paulistas são metidos a besta, pelamordedeus, estou dizendo que no lugar e na ocasião algumas pessoas eram metidas a besta e algumas nem eram de SP, Ok? Antes que alguém acenda a fogueira de inquisição! Aqui tem que ser tudinho explicado!)
Serviu? Of course! Passeei, contei moedas porque tava sem
dinheiro, recebi a notícia que Michael Jackson havia passado desta pra melhor
sentada no restaurante do Graal tomando sopa de legumes… um frio do cão!
Fiquei ali, olhando para a TV de plasma não sei quantos metros acima da minha
cabeça, tentando ler as legendas do closed-caption, voltei pra casa com
torcicolo e mais um livro de auto-ajuda debaixo do sovaco. Minha luzinha do ônibus
era a única acesa e eu achando que estava desvendando segredos ocultíssimos de
como ter tudo o que se quer na vida.
Confesso que gosto tanto de ler
que leio até porcaria, inclusive as que escrevo. Detalhe: leio em voz alta. Os
macaquinhos do meu sótão aplaudem sem entender uma palavra. Meu marido dorme e
meu filho acha que sou doida. O único que escuta é Dudu, o gato, caiu um copo
no chão e ele acha que é música… Minha voz é música.
Esses dias eu tava vendo TV antes
de ter o sinal cortado e senti um alívio tão grande, mas tão grande que quase
fiz xixi nas calças. Que maravilha que ir a São Paulo deu errado! Aliás, deu
muito certo! Caso contrário, eu estaria me odiando. Imaginem ter que encarar
minha cara na televisão por uma temporada inteira? Tudo bem… falo bem e não
sou feia, mas aquilo ali não tinha a mínima chance de dar certo. Com certeza,
se chegando lá eu visse que não ia rolar, ia dar um jeito de pegar o primeiro
avião e voltar pro Brasil. Eu amo o Brasil 
mesmo com toda essa pouca vergonha! Não tenho a mínima intenção de ficar
famosa com tais futilidades.
Pois é, meus amigos! É por isso
que eu digo que as coisas são do jeito que são. Na maioria das vezes a gente não
sabe pedir as coisas e, geralmente, ficamos p### da vida quando algo não
acontece… mas existe motivo.
(aprendi isso nos livros de auto-ajuda! Kkkkk)

Read Full Post »

Older Posts »