Feeds:
Posts
Comentários

Archive for abril \29\UTC 2011

Oh meu amor
Eu estou numa praia distante
A mudança de maré
Respira todo o mistério em você…

Oh meus sonhos
Estão perdidos com as folhas do outono
Que se transformam em ouro
Elas caem em sua memória…

Brumas de Avalon
Cobrem o meu coração
Carregue minha voz no vento
Sobre as águas que nos afastam
Eu ainda lembrarei de você
Eu ainda lembrarei de você

Oh meu coração
Retorna para a doce manhã
Essa foi a primavera
Para o seu amor…

Oh minha vida
Choro pelos anos à deriva
E para a minha alma
Que almeja confortar você…

Brumas de Avalon
Cobrem o meu coração
Carregue minha voz no vento
Sobre as águas que nos afastam
Eu ainda lembrarei de você
Eu ainda lembrarei de você

Anúncios

Read Full Post »

Diálogo ao vento…

Não escrevo para exorcizar meus fantasmas nem para liberar frustrações em palavras. Não! Escrever – para mim – não tem essa função. Escrevendo eu me redescubro, me reinvento… Minha redenção em vírgulas mal colocadas, em travessões atravessados na alma propondo um diálogo ao vento, meu momento mágico que poucos compreendem.

Essa necessidade de solitude, a busca pela amplitude dos sentidos, aguça os meus “serás” nas perguntas que não desejam respostas. Essa ambição para perpetuar partes de mim, fragmentos que ainda não conheço, desvendar surpresas adormecidas que se assustam com as interrupções alheias.

Ah! Se todos os problemas do mundo se resumissem a vírgulas soltas! Seria simples transferi-las ou aniquilá-las. Uso-as hoje, com o intuito de frear a urgência, me permitir pausas sequenciais para um respiro… Suspiro.

Por que escrevo? Ora, há partes ocultas em mim que desconheço e, mesmo assim, não escrevo para me conhecer e sim para apenas ser. Com isso, vou existindo num capítulo ou outro, num parágrafo sem sentido. Vou passeando em discursos, saltando versos, me equilibrando na palavra. Bamboleio nas ideias, me exponho na capa. E adormeço em mim quando me esvazio por completo, por um breve momento.

Exausta… Sonho. E os sonhos são páginas em branco que cobiçam mãos habilidosas, nem sempre disponíveis quando a mente bloqueia os sentidos.  Assim nasce a angústia do escritor perdido em devaneios, atento para encontrar o eixo, o instante onde tudo acontece, a fração de segundo preciosa que traz a palavra certa. E eu, que tenho andado embriagada da vida lá fora, não estou desperta para o que nasce dentro de mim.

Read Full Post »

Passa-Tempo

Espera louca

Insensível

Flamejante

Que soterra

E dilacera

Angustiante

Procuro o instante

Perco o fio

Anuncio

O sonho

Adormeceu

Num rodopio

Na tontura

Encontro respostas

Na estante

Lá está

O instante

Que se perdeu.

(Mila Viegas)

Read Full Post »

Neste dia 14 às 19h, abrindo o festival promovido pela Editora Multifoco, temos o lançamento do livro “Na Esquina do Tempo, nº 50” da escritora Gloria Leão e, além disso, a instalação sensorial artística participativa (vídeos, fotografias, objetos e pinturas) “Fêmea”. Às 22h a banda Dona Joana se apresentará no Palco Fêmea. (Clique na imagem para ver os detalhes)

Relembrando que faltam apenas 2 dias para o lançamento do tão esperado “Na Esquina do Tempo, nº 50”. No dia 10 de setembro de 2010, Glorinha me confidenciou os originais do seu livro e inclusive, nesta mesma data, escrevi um post a respeito. Reproduzo aqui alguns trechos deste post:

Na obra, a escritora se despe, se apresenta multifacetada. Direcionada para o universo feminino, é fato, não impede que seja muito bem apreciada pelo sexo oposto. Gostoso de ler, algumas vezes nos surpreendemos com lágrimas nos olhos e um sorriso nos lábios.

Assim que as páginas abriram na tela do meu computador e comecei a passear pelos pré-textuais, parei por alguns minutos e afastei de mim o sentimento de amizade que tenho pela Glorinha. Isto porque eu desejava lê-la sem nenhum conceito pré concebido, sem nenhum laço que me ligasse emocionalmente a ela, sem que os meus sentimentos pela pessoa que ela é interferissem na leitura. Entretanto, ao mesmo tempo que fiz dela uma estranha para mim, os primeiros capítulos fizeram com que eu me identificasse com cada personagem ali despida. Fui, sou e serei todas elas e creio que muitas leitoras sentirão o mesmo.

Esta obra não deve ser lida, pura e simplesmente… Ela precisa ser sentida e, de uma forma muito natural, acaba sendo. São páginas que exalam sentimentos e os retalham um a um. Ao final, tem-se uma bela colcha formada dos mais delicados tecidos, um patchwork feito à mão, quiltado com cuidado, feito para aquecer corações… Lindo assim!

 

 

Read Full Post »

Ontem à tarde assisti ao filme “Black Swan” estrelado pela Natalie Portman. Estava curiosa para ver e quando houve oportunidade nem pensei duas vezes. Natalie estava perfeita no papel, a produção foi de tirar o chapéu e acho que se o intuito foi chocar, deixar a platéia tensa (eu fiquei!), eles atingiram o objetivo.

A busca doentia pela perfeição é a temática. Apesar de parecer exagerado, uma mente obcecada é capaz de tudo para alcançar sua meta sem ponderar o preço a ser pago por isso. No geral, gostei… Amo balé, já fui bailarina, mas não cheguei a amar o filme. Preciso revê-lo numa outra ocasião para tirar melhores conclusões.

E você? Já assistiu? O que achou?

Read Full Post »

Desperta-dor

Vi-me a compor poesias

Assunto de alma que não se extingue jamais

Se pensas que belas palavras o embalam…

Não, moço, não são palavras, são sentimentos

Nem todo o belo se expõe explicitamente

É preciso tato, ajuste, cuidado

É preciso muito mais que olhos

Muito mais que faro

É preciso envolvimento.

(Mila Viegas)

 

Read Full Post »

Mudança de endereço.

Olá!

Agora estaremos juntos aqui. Antes de tudo quero dizer que a minha maior motivação para mudar o blog foi o fato do WordPress me oferecer ferramentas interessantes para postagens e comentários. Comecei a sentir falta de algumas possibilidades no Blogger, uma delas é tornar alguns posts “privados”.

O conteúdo continuará o mesmo. Importei todos os posts do Mila’s Ville para cá e, aos poucos, estou selecionando quais permanecerão públicos e quais ficarão “guardados” para serem acessados por mim. Além disso, ainda preciso efetuar algumas modificações nos menus, etc. Por isso, peço a compreensão de vocês durante este processo.

Espero conseguir atualizar o blog com mais frequência e voltar a visitar os blogs amigos também.

Um grande abraço e até breve!

Read Full Post »

Older Posts »