Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Ano Novo’ Category

>… e nos espera numa boa. Eu sei, eu sei, eu sei.


Finalmente voltei. Ano novo, computador novinho em folha. Isso é um tremendo alívio para quem, há “séculos”, estava precisando desse upgrade. Claro que depois dessa correria imensa que o final de ano proporciona, algumas coisas ficaram acumuladas e muitas outras precisam ser decididas, colocadas em prática. Mas o mundo não para de girar…

A boa notícia é que agora vou conseguir visitar meus blogs amigos sem medo de ser feliz. Adeus computador travando ou desligando na minha cara. Mesmo assim nem tudo são flores e a internet da Claro 3G aqui em “Avalon” não funciona muito bem e isso só poderá ser resolvido se todas as montanhas ao redor forem extintas…rsrsrs…

A virada do ano foi tranquila, foi bacana, foi simples… chuvinha chata, mas estive cercada de amigos e risadas… é isso que importa.

Espero que todos vocês tenham tido um excelente início desse novo ciclo!

Volto logo!
beijos

Anúncios

Read Full Post »

>Feliz 2011… Feliz Instante!

>

O que temos de mais real e palpável é o instante.

Sim… esse agora onde seus olhos deslizam pelas minha frases displicentes.

Olhe para o lado, por um momento, e aprecie o instante. É nele que você sonha, realiza, faz escolhas… É no instante –  simples assim – que você é capaz de decidir pelo riso ou pelo choro, por ser feliz ou se lamentar… É no agora que você decide a vida que deseja levar.

O ontem é um instante encerrado, que virou passado, marcou nossa história e está distante guardado na memória.

O amanhã é um instante utópico, descontrolado, ansioso, incerto… um instante bonito, onde moram realizações… um instante essencial, mas apenas para inspirar sonhos… um instante que ainda vai chegar.

Mas o hoje… Ahhh! O hoje é o instante que mais importa. É aquele que a gente toca, é a vida real! E tudo o que fazemos hoje é fundamental… Para decorarmos o nosso passado com belos instantes e construirmos o nosso futuro com pequenos instantes ideais. O nosso presente, obviamente, é o instante que estamos vivendo agora… o solo sempre fértil para plantar sementes de sonhos e adubar as mudas rumo à realização.

Comece hoje a viver plenamente o instante!… Afinal, é o único momento que temos para viver mesmo.

Feliz 2011… Feliz cada instante!

com carinho,
Mila Viegas

Read Full Post »

>Feliz Ano Novo!!!!

>

Olá pessoal,

Como sempre estou passando rapidinho por aqui, mas começo o meu ano novo com um computador novo (ganhei do Papai Noel… rs) e isso é maravilhoso, vai facilitar minha vida, meu trabalho e possibilitar estar mais presente nos blogs de vocês (agora é torcer para o tempo melhorar e a internet funcionar direitinho!).

Sei que estou sumida daqui e da vida virtual no geral, mas não poderia terminar este ano sem desejar-lhes tudo de melhor todos os dias… Afinal, cada dia é uma oportunidade, o início de um novo ciclo e não devemos enxergar e refletir sobre isso apenas nesta época. Todos os dias temos a chance de um “Feliz ano novo”.

Em 2010 conquistei muitos amigos e leitores através do blog, tive o prazer de conhecer alguns e desejo que este compartilhar continue intenso, sincero e carinhoso.

Feliz 2011!
Feliz instante!

Beijos e até o próximo ano!

Read Full Post »

>

Estou em estado de graça e nem sei se vou conseguir organizar meus pensamentos para escrever algo com nexo. Vou tentar!

Quem acompanha meu blog tem visto fotos das nossas andanças por Teresópolis. Realmente, fomos muito lá no mês de janeiro. Alguns devem ter se perguntado que tanto a gente ia pra lá. Eis a resposta: estávamos procurando a nossa casinha feliz e após algumas visitas mal sucedidas, finalmente encontramos o nosso lar doce lar. Sendo assim, vamos nos mudar neste sábado a tarde.

Minha história com Teresópolis começou a cerca de 10 anos atrás, quando eu ainda estava na faculdade. Tive uma professora, hoje minha amiga do peito Liane (vocês viram os gatinhos dela num post passado), que verdadeiramente me apresentou à cidade quando organizou alguns encontros com alunos para estudarmos a fundo as orquídeas da Aranda. Eu simplesmente me apaixonei por aquilo tudo e ali senti que aquele era o meu lugar. Passei a frequentar a casa dela, tanto para visitas quanto para estudos de botânica. Terminei a faculdade e nossa amizade permaneceu tão sólida que, eu e meu marido fomos seus padrinhos de casamento. Desde então, temos tentado nos mudar pra lá. Por algum tempo insistimos, depois deixamos a idéia de lado e assim foi. Mas no início deste ano a vontade gritou dentro de nós e voltamos a procurar uma casinha que tivesse a nossa cara. No dia 30 de janeiro, finalmente achamos!

Nossa casa fica dentro de um vale cercada de verde por todos os lados. Temos galinheiro e espaço para os nossos cachorros que ainda estão lá no sítio onde nasceram nos esperando mudar. É uma típica casinha de campo com tudo o que precisamos para ser feliz… rsrs. Quero dizer, o espaço é perfeito para o nosso trabalho, nossos hobbies, nossos amigos, enfim…

Hoje tivemos a notícia que aguardávamos ansiosamente: “A casa é de vocês!” e num misto e euforia, cansaço, alívio, além do meu trabalho que preciso dar atenção ainda tenho que empacotar todas as nossas coisas para partirmos no sábado. Não vou ficar muito tempo sem vir aqui porque meu trabalho depende de acesso a internet, então, mandarei notícias.

Estamos muito felizes com essa conquista e, apesar de esperarmos isso por 10 anos, chegou no momento exato, perfeito.  Quando um sonho se realiza de forma tão fiel, renovamos a nossa esperança de que tudo o que queremos do fundo do coração é possível. Não adianta sonhar o sonho dos outros ou achar que o que é bom para alguém pode ser bom para nós. Todo mundo tem seu espaço, tem a chance de concretizar objetivos e, para isso, basta fazer sua parte, ter paciência para esperar o momento certo.

Eu quis muito uma casinha no campo e consegui! E Deus está lá em cima sorrindo para mim e, provavelmente dizendo: “ô criatura teimosa essa que eu mandei pra Terra!”… rsrsrs… Thank God!

Agradeço a todos que contribuiram para tornar o nosso sonho realidade. Aos que torceram, que sofreram a ansiedade junto conosco, aos que deram apoio de todas as formas… Aos meus amigos queridos que sempre estiveram ao nosso lado e estão tão felizes por nós quanto nós estamos.

Eu volto depois, pessoal!!!

Read Full Post »

>

Pelas minhas fases,
pelas possibilidades de um novo ano que já começou,
pelos meus sonhos e certezas,
pelas minhas realizações,
pela qualidade da minha geração,
pela capacidade de ir em frente,
pelas maravilhas do caminho,
pela família e pelos amigos,
pelos sorrisos e abraços,
até mesmo pelo cansaço,
pela espera impaciente,
pelo amor que está em tudo,
pelas lágrimas sinceras,
pelas quedas e pela força para se levantar…
… Por tudo e mais um pouco…
E, principalmente, pela claridade da nossa casa!

Read Full Post »

>O que fazer?

>

O que fazer quando em pleno final/começo de ano alguém que você nem conhece se aproxima de alguma maneira e, além de criar um tumulto daqueles, ainda lhe deseja tudo de péssimo no ano que se inicia?
Bom, o nosso primeiro impulso é querer xingar palavrões (o meu principalmente!), ficamos indignados com a petulância do sujeito, sobe um calor no corpo, o sangue ferve. Por ser a reação da maioria das pessoas é natural que, no primeiro momento, tudo isso aconteça. Algumas vezes, o conflito é gerado instantaneamente, o que não é legal… Outras vezes, sentimos tudo isso e não externamos, ou seja, guardamos e engolimos a seco o sapo enorme e cabeludo (eca!)… Também não é legal! Então, fazer o que?
Antes de dar a dica, preciso dizer que não é tão fácil quanto parece. Porém, a prática vai nos tornando mais hábeis e fazendo com que a ação passe a ser algo natural e sem esforço.
Primeiro precisamos lidar com a raiva para que ela não nos faça agir por impulso. O ideal é que não respondamos logo em seguida ao ataque do sujeito, o que nos dá um tempo (precioso muitas vezes) para respirarmos e tranquilizarmos o nosso coração que, a esta altura, está competindo em compassos com a Bateria da Mocidade Independente de Padre Miguel.
A raiva é inevitável e seria muito estranho se a gente não a sentisse, mas ter a raiva como motivação pode causar muitos conflitos desnecessários, estresse, taquicardia, para não falar em eventos ainda mais danosos e fatais. Por isso, é indiscutível que arrumemos uma forma de neutralizar a raiva ou diminuir o seu efeito.
Em seguida, analise por alguns momentos se a réplica vale a pena. Às vezes é mais vantajoso se retirar da situação sem nada a responder, mas isso depende do contexto e nunca pense que se você tiver que bater em retirada estará sendo um covarde ou “aceitando” a provocação calado. Aceitar a provocação é rebatê-la imediatamente. Nesta fase, o mais importante é identificar o que vale a pena.
Porém, temos todo o direito de nos defender. Aqui é preciso cuidado! Algumas vezes, o que chamamos de defesa, na verdade é um ataque e é óbvio seja natural que isso aconteça, mais natural ainda quando estamos sendo movidos pela raiva. Precisamos ter cautela com as palavras que utilizamos em nossa defesa, pois elas poderão nos acusar, poderão ser usadas contra nós mesmos e, assim, perdemos a nossa razão. Sejamos sensatos, principalmente porque o sujeito não usou nem um pouquinho de sensatez ao nos atacar.
Uma das perguntas que sempre nos fazemos quando passamos por situações conflitantes é: Por que o sujeito está agindo deste modo? – Isso é algo que não vamos entender, mas é compreensível que fiquemos surpresos com as atitudes das pessoas e até mesmo com nossas próprias atitudes. Na realidade, por hora nada disso é importante… Em algumas situações, anos de terapia são necessários para compreender as motivações dos outros.
O que eu considero essencial é não se pagar com a mesma moeda, quer dizer, não igualar a sua vibração com a vibração do sujeito. Geralmente, temos a tendência de baixar a nossa frequencia vibratória para entrarmos em harmonia com a frequencia do outro e isso é muito prejudicial para nós. Se procuramos nos manter centrados, otimistas, confiantes aumentamos cada vez mais a nossa vibração e isso pode incomodar quem vive se lamentando e duvidando das coisas boas da vida. Assim, numa discussão acabamos destruindo todo o trabalho que tivemos para nos mantermos centrados em nossos objetivos justamente porque fizemos a vontade do outro: nos aborrecemos e sentimos mal.
Por isso, é importante demais definir se vale a pena sacrificar a sua vibração positiva se deixando envolver pelo negativo do outro. Se conseguirmos nos manter centrados, além de todos os benefícios que teremos, estaremos ajudando o outro e oferecendo a opção dele se elevar de alguma maneira. Deseje para os outros aquilo que você desejaria para você mesmo.
Confesso que até o momento, ninguém nunca me desejou em palavras que eu tivesse um infeliz 2010 e que tudo desse errado para mim este ano. Pode ser que alguém tenha me desejado isso em silêncio, mas meio que doeu ser atingida com palavras. O contexto disso tudo foi ridículo, prepotente, abusado e eu escolhi me defender. Senti tudo aquilo que mencionei no início do post, principalmente a vontade louca que falar alguns palavrões em ordem alfabética para a pessoa (isso foi o pior para controlar… rsrsrs… mas consegui!) e respondi de maneira um pouco agressiva mas sincera. Se levaram a mal infelizmente não posso fazer nada, ainda mais que se fosse realmente para fazer o outro se sentir mal eu teria usado palavras mais apropriadas para isso, mas não foi minha intenção.
E em meio aos péssimos votos de ano que eu recebi desta distinta pessoa, escolhi retribuir com amor e compaixão. Não porque eu me sinta melhor que ninguém, nada disso. E sim porque eu sempre desejo para todas as pessoas (conhecidas ou não) do fundo do meu coração e com toda a minha sinceridade tudo aquilo que eu desejo para mim mesma.

Read Full Post »

>

Hoje é o começo oficial do meu ano novo e imagino que de muita gente também… Afinal é o primeiro dia útil de um ano novinho em folha e repleto de possibilidades. Estou começando a me despedir das minhas merecidas férias e a dar “oi” para a minha velha rotina. Já entro nesta semana com alguns prazos a serem cumpridos, para a minha surpresa, já que imaginei que demoraria um pouco para os clientes voltarem com suas vidas normais após dois feriadões de festa. Isso me motiva!
Não sei como será este dia, mas tenho uma leve noção de que terei alguns afazeres importantes sendo um deles fazer o balanço financeiro da loja e iniciar os trabalhos manuais. Confesso que gostaria de mais uma semaninha de férias!
Apesar do marasmo da entrada do ano novo e com bastante notícias tristes, sinto que 2010 será no mínimo interessante. Tenho bons presságios para os próximos meses e acho que muita coisa bacana vai acontecer. Estou otimista! Não sei dizer o que é, mas a sensação é que gradativamente tudo começará a se “arrumar”.
Não tenho muito o que reclamar do ano que passou. Foi um ano de muitos desafios e realizações. Conheci pessoas bacanas, abracei e fui abraçada, tive provas concretas do reconhecimento pelo trabalho desempenhado, boas notícias chegaram, más notícias também, mas foi possível contornar situações difíceis e sentir o gosto do sucesso em muitos projetos. Por isso, estou plena de certeza que este ano que está só começando trará ainda mais oportunidades e desafios. Precisamos estar dispostos a encarar tudo isso com um belo sorriso nos lábios e olhos sempre abertos.
De volta à rotina!
Uma excelente segunda-feira a todos!

Read Full Post »

Older Posts »